“Dezenas de sindicalistas não podem infernizar a vida de milhares de trabalhadores”, diz Rollemberg