Joe Valle é eleito presidente da Câmara Legislativa e o GDF perde ganhando

A eleição para a mesa diretora biênio 2017 – 2018, entra para história política da capital. O deputado Agaciel Maia (PR) ia vencendo por 13 votos a 11, o candidato Joe Valle (PDT).

Após a troca do voto do deputado Robério Negreiros (PSDB), em Agaciel Maia (PR), para Joe Valle (PDT) a eleição empatou em 12 votos em Agaciel Maia (PR), a 12 votos em Joe Valle (PDT).

Valle foi eleito pelo o terceiro critério de desempate do regimento da Casa: maior quantidade de votos na última eleição. Em 2014, o primeiro reuniu 20.352 eleitores e o segundo, 14.876. O primeiro critério do regimento é contar com o maior número de legislaturas onde ambos empataram e o segundo pertencer a um partido com maior número de deputados distritais, onde também houve empate.

Joe Valle (PDT), não era o candidato apoiado pelo governador Rodrigo Rollemberg (PSB). Mas dos 12 votos de Joe, 7 são da base do governo são eles: Reginaldo Veras (PDT), Claudio Abrantes (REDE), Chico Leite (REDE), Joe Valle (PDT), que compõe o bloco “Sustentabilidade e Trabalho”. A ovelha desgarrada do momento foi, o deputado Prof. Israel (PV) que seguiu à risca a cartilha enviada pelo governador e votou em Agaciel Maia.

Outros governistas foram Sandra Faraj (SSD), Robério Negreiros (PSDB), e a surpresa devido a sua desavença com a deputada Celina Leão (PPS), foi a presença e o voto de Liliane Roriz (PRTB), em Joe Valle.

O bloco liderado por Celina Leão tinha a composição de Raimundo Ribeiro (PPS), os peemedebistas Rafael Prudente (PMDB), Wellington Luiz (PMDB) e Cristiano Araújo (PSD).

Ao seu favor Joe Valle, tem a experiência de ter passado pela 3º secretaria da mesa diretora, onde organizou o planejamento estratégico da Câmara com ampla participação dos funcionários.

Apesar de Joe causar uma derrota ao governador Rodrigo Rollemberg, e a possibilidade do governo se reordenar pelo campo progressista, abrindo mão de apoios laterais que sufocavam o Executivo, Joe Valle pode ser uma esperança no fim do túnel.

Afinal o GDF, perdeu ganhando.

Fonte: Redação Mercúccio

Leave a comment

Your email address will not be published.

*