Polêmica toma conta do último programa Conectado ao Poder da temporada 2016

No último sábado (17) a rádio OK FM transmitiu o último programa Conectado ao Poder da temporada 2016. O convidado foi o deputado distrital Rodrigo Delmasso (Podemos).

Consolidação

O Conectado ao Poder está em seu terceiro ano com centenas de entrevistas realizadas ao vivo e com transmissão aos sábados, das 12h às 14h.

TV Brasília

No primeiro semestre de 2016 o Conectado ao Poder teve uma temporada na TV Brasília, sendo transmitido aos domingos como um quadro no programa Tendências e Negócios.

Temporada 2017

No dia 7 de janeiro de 2017 o programa volta ao ar com sua nova temporada. Permanece aos sábados, no mesmo horário, porém com quadros novos e em ano de véspera de eleição a expectativa é de mais polêmicas e muita informação. Bastidores acalorados não faltarão.

Formato

Entrevista, notícia, música, participação cultural com artistas da cidade, além de comentários sobre os últimos acontecimentos dos bastidores da política seja no Distrito Federal, no governo Federal ou na região do Entorno.

Eleição da CLDF

A eleição da mesa diretora foi pautada pelo programa. Delmasso relatou o que havia acontecido nos bastidores da eleição, focado nas 10 horas anteriores a votação.

Direito de resposta

O deputado distrital Robério Negreiros (PSDB) entrou em contato com a produção do programa e solicitou sua participação. Robério fez questão de narrar os fatos do seu ponto de vista.

Polêmicas

Polêmicas a parte mantivemos o bom jornalismo garantindo a versão de dois dos principais personagens da eleição da mesa diretora da Câmara Legislativa do DF.

Histórica

Esta eleição já é histórica por tudo que aconteceu dentro e fora do Plenário. A participação de Delmasso e Robério é prova de que a eleição se encerrou, mas muitas cicatrizes ficaram expostas.

Adjetivos

Negreiros focou praticamente 100% de sua participação em comentários sobre o colega de parlamento.

Calma

Delmasso preferiu não transformar o programa em um bate boca entre parlamentares.

Podemos

Polêmicas encerradas a entrevista tomou um novo rumo. O partido de Delmasso, antes PTN, trocou de nome e passa a se chamar Podemos.

Renovação

O foco do partido passa a ser a representação popular nos moldes da atualidade.

Yes We Can

Qualquer semelhança com o slogan da primeira campanha de Barack Obama, presidente dos EUA é mera coincidência. A tradução de Yes We Can ao pé da letra é “Sim nós podemos”.

Participação virtual

O partido pretende promover a participação popular com a ajuda das redes sociais. Entre outras defesas, o Podemos pretende que temas pontuais sejam ferramenta de pesquisa e que o resultado represente os votos que o partido possui no Congresso e nas Câmaras.

Iniciativa popular

Hoje a população pode apresentar projetos de lei de iniciativa popular, basta que tenha mais de um milhão de assinaturas. O Podemos quer diminuir esta quantidade e propõe que projetos com pelo menos 50 mil assinaturas sejam apresentados por seus parlamentares, representando assim, a vontade popular no Congresso.

Leave a comment

Your email address will not be published.

*