Coluna do Mercúccio 04/04/2017 – TSE / Dilma / Lula x Doria

A coluna do Mercúccio é publicada todas as Terças e Quintas-feiras.

Rodrigo Mercúccio

Política

 Com a ajuda de Dilma

O Tribunal Superior Eleitoral acatou o pedido dos advogados da petista para ampliar o tempo da apresentação das alegações finais. Com isso o julgamento para possível cassação da Chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, que pode culminar com a cassação do mandato do peemedebista, foi adiado. Não há qualquer previsão de quando os sete ministros da corte se reunirão novamente para decidirem sobre a permanência ou não de Michel Temer (PMDB) na Presidência da República.

Só Dilma inelegível

Especula-se que o relatório do procurador-geral eleitoral, Nicolao Dino, recomendou a cassação da chapa, mas a manutenção dos direitos políticos de Temer.

3 Marqueteiros e um ex-ministro

A pedido da defesa serão ouvidos o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega (PT). Já o Ministério Público solicitou a oitiva de três delatores da Operação Lava Jato que atuaram na campanha de Dilma e Temer em 2014 como marqueteiros: João Santana, Mônica Moura e André Luiz Santana.

Reforma Política ou sobre vida aos Caciques  

A avaliação da cientista política Argelina Maria Cheibub Figueiredo, professora da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). A discussão sobre voto em lista fechada para as eleições legislativas, reaberta pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, e pelos presidentes da Câmara e do Senado, é uma estratégia para proteger pessoas investigadas na Operação Lava Jato.

Para Lula, Doria o irrita por visibilidade

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em entrevista à Rádio Jornal, de Pernambuco ao ser perguntado se ele se “assusta” com Doria. “Sinceramente, eu acho até desagradável em uma entrevista no estado de Pernambuco falar de uma pessoa que não é sequer conhecida no Brasil, ou seja, uma pessoa que sequer está fazendo o seu dever como prefeito da cidade de São Paulo”, para o ex-presidente os ataques do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), nada mais é do que a busca por visibilidade para a disputa das eleições presidenciais em 2018, disse Lula.

 

Leave a comment

Your email address will not be published.

*